Você deve se perguntar: o que faz com que uma página tenha um bom ranqueamento no Google? O que pesa mais para que um site esteja melhor posicionado do que os demais? Onde devo investir ou adaptar esforços para obter melhores resultados?
Existem muitas informações disponíveis sobre essas questões que direcionam caminhos diferentes para alcançar um bom posicionamento nos mecanismos de busca. Isso faz com que muitos gestores fiquem sem saber exatamente por onde começar.
Pensando em resolver essa dificuldade, explicaremos mais sobre os fatores de ranqueamento do Google, como se adaptar a eles e quais são as características fundamentais para se alcançar uma boa posição. Confira!

Qual o propósito do ranqueamento no Google e como se adaptar?

O ranqueamento no Google é um critério usado para identificar quais são os resultados mais importantes ou relevantes quando algum usuário faz uma pesquisa. É esse mecanismo de busca que determina o posicionamento de cada site nos resultados conhecidos como orgânicos.
Alguns dos elementos de ranqueamento são guardados a sete chaves pela empresa. Isso porque o total conhecimento dessas regras permitiria a compreensão do algoritmo que a plataforma usa para criar esse ranking, o que facilitaria a sua manipulação.
Contudo, muitos outros fatores são divulgados pelo Google, a fim de melhorar a qualidade das páginas da internet, visando uma boa experiência e usabilidade para os navegantes.
Ninguém, exceto os funcionários do próprio sistema de busca, conhece todos os fatores de ranqueamento. Ainda assim, é preciso adequar-se aos pontos conhecidos para obter uma melhor colocação. Para tanto, sugerimos a análise adequada do seu conteúdo e a comparação dele com os de seus concorrentes.
Dessa forma, é possível assimilar quais características estão presentes nos conteúdos dos outros de modo que você perceba qual é o diferencial. Com um pouco de pesquisa e estudo, aos poucos é possível implementar ferramentas de otimização para saber quais vão acarretar bons resultados.

Qual a relação do SEO com o ranqueamento no Google?

O SEO (Search Engine Optimization) é um trabalho que deve ser feito de forma recorrente. Ele consiste em melhorar a capacidade de um site em ser compreendido e entendido pelos mecanismos de busca.
Sua finalidade é exatamente a melhoria do posicionamento da página. No entanto, para que ele seja aplicado da forma correta, é fundamental compreender como o SEO é importante para sua empresa. Assim, é possível analisar os seus objetivos corretamente e criar uma estratégia eficaz.
Antes disso, é importante conhecer alguns dos fatores essenciais de ranqueamento no Google e quais são as principais etapas de diagnóstico do posicionamento de um site. Entenda, a seguir!

Quais são os fatores importantes para o ranqueamento de um site?

São tantos elementos que, em algum momento, você fica sem saber qual aplicar em sua página. Consequentemente, acaba não obtendo os resultados esperados. Para evitar que isso aconteça, separamos alguns dos pontos mais relevantes de ranqueamento que você precisa testar.

Autoridade da página e domínio

A autoridade e domínio são considerados fatores muito importantes em SEO. Os sites que têm grande autoridade e domínio conseguem manter-se facilmente nas primeiras páginas de busca em seus segmentos.
Uma forma de conseguir tais características é por meio de links que direcionam para o seu site. No entanto, eles precisam vir de outros sites com conteúdo de qualidade. Por isso, não basta ter milhares de links para a sua página. É preciso mantê-las em sites que tenham a ver com o seu nicho e que sejam confiáveis.

Uso da palavra-chave no domínio

Pesquise e escolha uma palavra-chave que tenha a ver com a área de atuação da empresa para encaixar no domínio. Se possível, inclua esse termo também no nome do empreendimento. Ao longo do tempo, isso afetará positivamente o seu branding e as menções sobre a sua marca na internet.

Densidade da sua palavra-chave

A densidade da palavra-chave refere-se à quantidade de vezes em que ela é inserida em um texto. Ela precisa aparecer de forma natural e deve ser usada com muito bom senso. É dessa forma que o Google consegue identificá-la como algo importante.
Por isso, inclua a palavra-chave de forma leve no conteúdo, para não correr o risco de o mecanismo de busca não a reconhecer ou de o seu texto não se posicionar da maneira desejada.

Uso de backlinks

Para alcançar as primeiras páginas de pesquisa, o site precisa ter links. Por isso os backlinks são tão essenciais. Eles se apresentam como um voto de confiança que outros sites dão para o seu trabalho ou conteúdo.
O motor de busca considera cada backlink uma forma de indicação dos outros sites para o conteúdo, tratando-o como algo relevante. Ou seja, quanto mais votos de confiança você conseguir, mais os seus conteúdos subirão nos resultados.

Certificado de segurança

Possuir um certificado digital tem como vantagem o aumento da segurança em seu site. Com usuários da internet cada vez mais preocupados com a segurança das suas informações, ter esse documento eletrônico é uma maneira de transmitir confiança e credibilidade para eles.
Além disso, a empresa Google informou que os sites que utilizam certificados HTTPS e SSL ganham prioridade em seu ranqueamento.

Sistema RankBrain

O RankBreain é uma ferramenta de inteligência artificial utilizada pelo Google. Ele usa o aprendizado de máquina (machine learning) para processar buscas, principalmente aquelas que são feitas pela primeira vez.
Essa ferramenta tem o papel de analisar as pesquisas, conceitos e palavras que estão relacionadas. Dessa forma, ela exibe as páginas que melhor oferecem um conteúdo semelhante, isso é, que apresentam maior relevância.

Velocidade de carregamento

Esse é um dos fatores primordiais na hora do ranqueamento no Google, tanto que o motor de busca faz questão de dizer que o tempo levado para o carregamento das páginas influencia na experiência dos usuários. Consequentemente, isso afeta o posicionamento do site.

Qualidade técnica das páginas

Esse é mais um fator que exerce grande influência no ranqueamento das páginas. O mecanismo de pesquisa espera que você use uma ótima tecnologia, uma boa velocidade e um HTML semântico.
O uso do HTML em sites torna-se cada vez mais essencial. Por essa razão, se for possível, faça marcações em código fonte da página. Com isso, o Google compreende e processa melhor as informações presentes nelas.

Conteúdo útil

Para melhor o ranqueamento no Google é fundamental criar um material de qualidade e que seja útil aos seus usuários. Esse é com certeza um fator extremamente importante para o bom posicionamento de um site.
Um bom exemplo da importância do conteúdo são aqueles sites que oferecem informações úteis aos navegantes e trazem informações a todo momento sobre os assuntos em que eles geralmente têm dúvidas.

Usabilidade

Quanto mais você facilita a forma que os usuários da internet interagem dentro da sua página, melhor será a experiência deles. A sua usabilidade tem impacto no tempo em que eles permanecerão no seu site, como também na taxa de rejeição, no número de visualizações e nas interações.

Tamanho do conteúdo

O tamanho de uma publicação também faz a diferença na hora do ranqueamento de um site no Google. Geralmente, quanto maior melhor. No entanto, é importante entender que não se deve encher linguiça nos textos. Além dessa prática espantar os leitores, a experiência de leitura é desagradável. Portanto, procure oferecer conteúdos interessantes, que prendam a atenção da pessoa e que tirem as suas dúvidas.

Design responsivo

Atualmente, as pesquisas feitas no Google pelos celulares superaram aquelas realizadas nos computadores. Com isso, a plataforma passou a priorizar os sites que contam com um layout funcional. Isso significa que as páginas precisam ser executadas corretamente nos dispositivos móveis, de modo que o usuário consiga realizar uma ação com rapidez e eficiência.
Os sites responsivos são aqueles que se ajustam de forma harmoniosa em qualquer resolução de tela. Dessa forma, ele oferece uma experiência de leitura mais satisfatória.

Tempo de permanência na página

Quando um indivíduo pesquisa algo no Google e acessa sites e informações, a plataforma entende o que ele procura e sabe quanto tempo ele passou lendo sobre um determinado assunto. Geralmente, isso ocorre porque o usuário ofereceu, voluntariamente, os seus dados à plataforma.
Devido a isso, o mecanismo de busca consegue sugerir conteúdos relacionados para a pessoa. Mas, você deve estar se perguntando: como isso tem ligação com o ranqueamento do meu site? É simples. O tempo que um usuário fica na sua página também é um indicativo de relevância para o Google.

Afinal, quais são os principais fatores de diagnóstico do ranqueamento de um site no Google?

Compreender o algoritmo do Google é um grande desafio para muitos gestores, principalmente quando há diversos fatores que influenciam o posicionamento de um site. Além disso, a plataforma passa por atualizações todo ano.
Por isso, é muito importante ficar atento a todas essas mudanças e também, procurar sempre investir nas principais estratégias de SEO para o seu site. Para você que tem esse objetivo, separamos as etapas fundamentais para um bom ranqueamento no Google. São elas:

  • velocidade de carregamento da página;
  • site mobile friendly;
  • palavra-chave no título;
  • localização do usuário;
  • autoridade da página;
  • certificado SSL e HTTPS;
  • trustrank (grau de confiabilidade da página).

Após conhecer os principais fatores de ranqueamento da plataforma, você pode começar a investir em uma boa estratégia de SEO para o seu site. Contudo, é fundamental que você as implemente da maneira correta para que não prejudique a sua página. Isso é relevante porque existem erros que você pode cometer que podem piorar o seu posicionamento.
Por isso, uma opção é contar com empresas especializadas para produzirem um site totalmente eficiente para seu negócio. Com isso, você garante o cumprimento de todas as especificações exigidas pelo Google e ainda terá uma página que gera resultados. Além disso, você evitará problemas, caso o mecanismo de busca sofra mudanças, já que a empresa estará atenta a essas transformações.
Agora que você conhece os principais fatores para um bom ranqueamento no Google, não deixe de investir nessas táticas para colocar o seu site na primeira página, pois agindo dessa forma, você consegue alcançar mais clientes, realizar mais vendas, obter o reconhecimento da marca e melhorar a sua credibilidade.
Se este conteúdo foi útil ou se ainda ficou com alguma dúvida sobre o tema, deixe um comentário no campo abaixo e compartilhe com a gente sua opinião ou seu questionamento!