Muitas vezes, temos grandes ideias e mensagens que gostaríamos de compartilhar, mas, se a transmissão não for feita prendendo a atenção do leitor, a melhor mensagem mensagem do mundo, pode ficar pela metade ou não servir para nada. Estamos cercados de informações que podem ser acessadas com poucos cliques. Nesse cenário, a narrativa que conseguir prender, surpreender ou encantar o cliente terá o diferencial e o storytelling, é um ótimo caminho para isso.

A construção de uma boa narrativa pode ser um desafio, mas com o aprendizado de algumas técnicas e desenvolvimento de habilidades, é possível proporcionar boas experiências ao cliente e fidelizar a audiência. Para isso, uma técnica bastante utilizada é a storytelling. Quer saber mais sobre ela para garantir melhores resultados com o seu público? Continue a leitura!

O que é storytelling?

Storytelling vem do inglês, Story significa “história” e telling significa “contar”. Em uma tradução livre, o termo significa “contar histórias”, e o usamos para descrever uma técnica de narrativa que consiste em criar e contar histórias com roteiros que encantam e envolvem os leitores, para aumentar a capacidade de compreensão da menagem que queremos mandar.

Em resumo, a ideia por detrás do storytelling é contar boas histórias nos conteúdos, sabendo usar os personagens e os acontecimentos, em narrativas que consiga criar conexões com os leitores – no caso de posts de blog – ou com os espectadores, no caso de vídeos ou programas.

Qual a importância do storytelling?

Esta pergunta podia ser respondida de uma forma simples, pois o resultado prático de um bom storytelling todo mundo conhece. É só pensar nas séries que você curte, ou nas sequencias de filmes que começaram 20 anos atrás e ainda estão claras na mente das pessoas.

É possível inclusive que você que esta lendo agora consiga lembrar de uma marca que você gosta, e mesmo sem nunca ter parado para ler sobre ela, você conhece a trajetória dessa marca, como isso é possível?

Isso acontece pois, ao contar uma boa história, com uma narrativa corretamente estruturada, proporcionamos ao leitor uma série de sentimentos que o levam a ter uma experiência única. Se quem está comunicando, antes de iniciar, parou e desenhou essa narrativa corretamente, os personagens, os ambientes e os conflitos existentes irão geram uma conexão com o público. Assim, essa marca que está comunicando passa a ter uma relação com os usuários, baseada em aspectos que explicaremos a seguir.

Engajamento e identificação do público

O engajamento vem justamente da identificação do leitor com o personagem ou com a situação abordada no texto. Essa conexão pode fidelizar quem lê a história, fazendo com que essa pessoa volte à procura de mais bons conteúdos e da boa experiência que teve.

Mesmo que o conteúdo não seja uma narrativa (toda narrativa é um storytelling, mas nem todo storytelling é uma narrativa), é possível usar um texto bem estruturado que atenda a esse objetivo.

Despertar emoções

Um dos diferenciais de um texto é a sua capacidade de provocar emoções no leitor.

Uma ótima história faz com que o leitor se alegre com cada superação do personagem ou que sofra em cada dificuldade, por exemplo. Despertar a emoção é importante porque isso ajuda a marcar a experiência na memória.

Quais as técnicas para implantação?

A primeira coisa a ser dita é que será tão mais fácil construir a narrativa quanto mais claro for a definição do cliente alvo. Em marketing digital, depois da definição do ICP (perfil do cliente ideal) é criada uma persona, o que permite visualizar de forma muito mais simples, com quem estamos falando. No blog tem um artigo que fala somente sobre brand persona.

Mas para Não fugir da raia, seguem algumas dicas. Para seduzir ou encantar o cliente com um bom texto, algumas técnicas devem ser utilizadas. Confira algumas delas:

  • colocar o leitor como protagonista;
  • provocar emoções;
  • surpreender com um conflito;
  • inserir uma reviravolta;
  • transmitir sensações positivas.

As abordagens citadas precisam estar em uma história com uma estrutura bem definida, contendo introdução, desenvolvimento e conclusão.

Uma estrutura simples colabora para que a mensagem seja bem transmitida. Uma boa escaneabilidade e encadeamento de ideias também são fundamentais.

Desde sempre, a nossa comunicação é feita por histórias e o storytelling surge como uma opção de contá-las da melhor forma, de modo a proporcionar experiências marcantes para o leitor.

Desse modo, o público se conecta aos conteúdos, e essa relação aumenta as chances de a empresa obter melhores resultados.

Gostou do nosso artigo e quer continuar bem informado? Siga-nos no Facebook, Twitter e demais redes sociais!