Olá Pessoal, saiu o resultado da Cow Parede. Pra que não sabe a CowParede é (ou se propõe a ser né) o maior evento de rua já feito no Brasil. É uma intervenção urbana onde pessoas criam arte sobre corpos de vaca feitas em fibra de vidro. As artes são selecionadas por um júri e, se existe um patrocinador interessado o artista ganha uma vaca e um auxilio de custo para personalizar a sua vaca que irá ficar exposta na rua (acessível a qualquer um) por algum tempo até ser leiloada. Vale ressaltar que a renda desses leilões em Curitiba vai para a Pastoral da Criança e da FAS – Fundação de Ação Social da Prefeitura de Curitiba.

Infelizmente, nenhuma das vacas que apresentei foi selecionada. Acabou que deixei pra ultima hora e tive que desenvolver as vacas com arte fácil de fazer e não necessariamente as melhores idéias. Enfim, tentarei aprender com isso e peço que todos façam o mesmo, não deixem nunca pra encima da hora.

Porém, de certa forma fico feliz pois algumas das vacas que foram selecionadas (a lista das vacas selecionadas pode ser vista no site: http://curitiba.cowparade.com/press/394) são beeeem parecidas com algumas que surgiram no nosso brainstorm.

Pra não ficar com esse sentimento amargo na boca de tempo perdido irei compartilhar com vocês a lista e as defesas das vacas que a equipe da Ponto Design criou e as artes das três vacas que fiz. Lembro a todos que o grosso do trabalho de criação do conceito das vacas foi feito pela Carin Heinzen (redatora da Ponto), com palpites meus, da Ana Paula Adamowicz (atendimento da Ponto) e da Patrícia Piana Presas (minha querida esposa).

IDÉIAS DAS VACAS PONTODESIGN: VACA OIL-MAN: O Oil-Man é um ícone das ruas de Curitiba, foi até garoto propaganda do último Festival de Teatro de Curitiba. A versão Cow Parade do Oil-Man pode ser a vaca de sunga vermelha, montada em uma bicicleta e toda lambuzada de bronzeador.

VACA PESANKA (A patricia disse que essa era a mais forte e realmente, nas selecionadas tem uma destas): Os poloneses chegaram em 1871 e hoje formam em Curitiba a maior colônia polonesa no Brasil. Os ucranianos chegaram em 1895 e também possuem uma parcela grande de descentendes. De sua cultura é preservada a Pesanka, uma espécie de ovo muito colorido vendido como artesanato em muitas lojas da cidade. A versão Cow Parade pode ser uma vaca colorida como Pesanka.
VACA BI-ARTICULADO (Na lista dos selecionados tbm tem uma destas e soube que até o Jaime Lerner apresentou uma vaca nesta linha): O sistema de transporte de Curitiba é conhecido mundialmente e até copiado. O ônibus articulado e bi-articulado é praticamente um cartão postal da cidade. A versão Cow Parade pode ser uma vaca vermelha, sanfonada, como o ônibus.

VACA TUBO: As estações tubo, que integram o sistema de ônibus da cidade, também servem de proposta para a Cow Parade. A versão estação tubo “embrulha” a vaca em um tubo, e como todas as estações possuem um nome – para que o passageiro se localize – esta pode se chamar “Cow Parade”.

VACA OUTDOOR: O outdoor é uma dos meios de comunicação mais conhecidos entre a população, e como a Ponto Design possui entre seus serviços a “comunicação” esta é uma idéia viável. A versão outdoor da vaca usa as patas da mesma como as estacas que seguram a placa, o que sugere que a vaca é a ilustração do painel.

VACA PINHÃO: O pinhão é a semente da pinha, um fruto da Araucária. A versão para a Cow Parade seria a casca aberta do pinhão com a vaca dentro, como se fosse a semente.


VACA GRALHA AZUL: A Gralha Azul é a ave símbolo do Paraná, reconhecida por meio da Lei Nº 7957 de novembro de 1984. Para a Cow Parade a vaca seria fantasiada de Gralha Azul, com direito a biso e asas.
VACA BALA DE BANANA: A bala de banana de Antonina é muito conhecida, recomendada inclusive como um atrativo indispensável aos turistas que visitam a região. O doce é tão famoso que diversos guias de viagem e revistas especializadas citam a guloseima. Na Cow Parade a bala de banana de Antonina seria homenageada em uma vaca embrulhada de bala, com sua embalagem verde-amarela característica.
VACA TIPOGRAFIA: Nada representa mais o design na Cow Parade do que uma vaca estilo Tide Hellmeister. Esta versão apresentaria uma vaca com muitos tipos colados ao seu corpo.

VACA HOMEM-ESTÁTUA DA XV: Quem nunca viu o homem-estátua da Rua XV de Novembro? A versão Cow Parade do homem-estátua seria uma vaca prateada, com coroa de flores na cabeça e uma canequinha de alumínio que recolhe as moedinhas que são dadas de gorjeta.

VACA TORRE PANORÂMICA: Inaugurada em 17 de dezembro de 1991, a Torre Panorâmica – Torre da Telepar como é popularmente conhecida – é suporte da telefonia celular de Curitiba, e permite uma visão da cidade em 360º, de uma altura de 109,5m. É um ponto turístico bastante atrativo de Curitiba e na versão Cow Parade, a vaca, em pé, teria uma alegoria de torre.

VACA RELÓGIO DAS FLORES: O relógio das flores é um presente que Curitiba ganhou de joalheiros em 1972. Consiste em um jardim de horas que durante as diferentes estações do ano, floresce com cores vivas e diferentes. Na versão Cow Parade a vaca seria revestida de grama com um relógio feito de flores no seu corpo.

VACA ZEQUINHA: O Zequinha é o mais conhecido dos piás curitibanos. Foi criado pelo desenhista Alberto Thiele e virou figurinha/papel de bala sob inspiração das balas Piolim. O palhaço careca e de boca aumentada pela maquiagem é de 1929. Para a Cow Parade Zequinha ganharia um corpão de vaca e seria figurinha 3D gigante com a inscrição “Zéquinha na Cow Parade”.

VACA SOTAQUE – “LEITÊ QUENTÊ”: Todo curitibano já ouviu a piadinha “leitê quentê” por causa do sotaque. Nada mais apropriado do que utilizar esta brincadeira com a Cow Parade, afinal, o leitê quentê de cada dia é proveniente da vaca. A versão seria ilustrada por uma vaca com cachecol (aqui faz frio também), pantufas, luvas e gorro. A brincadeira com o sotaque ilustraria a vaca com uma inscrição ou uma plaquinha.

VACA POTY LAZZAROTTO: O artista paranaense Poty Lazzarotto nasceu em Curitiba em 29 de março de 1924 e faleceu em 07 de maio de 1998. Um dos ilustradores mais solicitados pelas editoras do país e autor de inúmeros painéis e murais em Curitiba, São Paulo e no Rio. Para a Cow Parade a vaca pode ser uma homenagem a este incrível artista.

VACA RECICLÁVEL: Conhecida como Capital Ecológica, Curitiba possui uma preocupação extra com aspectos ambientais, ainda mais depois de ser sede dos eventos da ONU, em março deste ano. O atual Prefeito, Beto Richa, promoveu a campanha da reciclagem de lixo, solicitando à população que separasse lixo perecível do vidro, plástico, metal e papel. Para a Cow Parade, a vaca ecológica seri
a cortada em 3 partes iguais e receberia as inscrições “SE.PA.RE”, como um incentivo a reciclagem. =)

VACA MIMOSA (vestida de tangerina): Outro motivo de piada para quem não é do estado… A tangerina, ou polkan/ponkan, ou mexirica é chamada pelos curitibanos de Mimosa, que também é um nome bastante comum dado a vacas. Na Cow Parade nossa Mimosa é vestida de Tangerina, deixando apenas as patas e a cabeça de fora. Claro que o nome da vaca (Mimosa) irá aparecer em uma plaquinha presa ao seu pescoço.

 

Enfim, foi uma pena mas fica ai pro pessoal uma aula de conceitos e de como apresentar uma ideia expressando um conceito, agradeçam a Carin e aproveitem!

2015-05-17T18:49:15+00:00

One Comment

  1. Anonymous 24/08/2006 at 13:42 - Reply

    Joca, o blog ficou bem "transadinho", rsrsrsrs.

    Aiai, pobre da vaca!
    =(

    =*

    Carin

Deixe um Comentário

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

Vamos começar uma parceria de resultado?

Mais do que Marketing Digital, Design, Comunicação, Branding e Consultoria, fazemos a conexão disso tudo, de forma fluida, com estratégia, criatividade e impacto.

(41) 3336 ★ 3663

[email protected]
Av. Cândido Hartmann, 570
24º andar, cj. 244
CEP: 80.730-440, Curitiba-PR

Diga-nos o que você precisa!





marcar uma reuniãopedir um orçamentotirar dúvidas sobre serviços